Minigeração e microgeração de energia solar: qual é a diferença?



Está pensando em apostar em energia solar, mas ainda não conhece muito sobre o assunto? Descubra agora as diferenças entre microgeração e minigeração de energia solar e veja o que melhor atende suas necessidades

Com a crise energética que o Brasil enfrenta tem crescido o interesse, de empresas e consumidores, pela geração de eletricidade a partir de fontes renováveis. Entretanto, antes de instalar um sistema de energia solar, é importante conhecer as regras da Agência Nacional de Energia Elétrica. Uma delas diz respeito à minigeração e microgeração distribuídas.

Esses termos indicam que o tipo de energia produzida vem de pequenas centrais geradoras instaladas em residências ou empresas. Ou seja, no caso da energia solar, os painéis fotovoltaicos e demais equipamentos são conectados à rede de distribuição de energia elétrica local.

Portanto, se você está pensando em apostar em energia solar, descubra as diferenças entre microgeração e minigeração e veja o que melhor atende suas necessidades.

Diferenças entre microgeração e minigeração de energia solar

A principal diferença entre microgeração e minigeração de energia está na potência do equipamento instalado.

A ANEEL define como microgeração de energia solar o sistema fotovoltaico que tem potência de até 75 kW. Por outro lado, a minigeração de energia solar vem de uma central com capacidade superior a 75 kW e menor ou igual a 5 MW.

Porém, para que a central geradora de energia solar fotovoltaica seja caracterizada na modalidade de microgeração ou minigeração é preciso solicitar o acesso à distribuidora.

Conforme a ANEEL, na solicitação o consumidor deve incluir o projeto das instalações de energia solar, além de outros documentos e informações. Em contrapartida, a distribuidora deve emitir um parecer detalhando as condições de acesso, bem como os requisitos técnicos que permitam a conexão do sistema à rede.

Veja como funciona o trâmite para viabilizar o acesso dos sistemas de microgeração e minigeração de energia à rede de distribuição:

1. O consumidor faz a solicitação de acesso à distribuidora de energia local;

2. A distribuidora emite o parecer de acesso;

3. Caso necessário, o consumidor faz modificações no sistema de energia solar fotovoltaica e solicita a vistoria da distribuidora;

4. A distribuidora faz a visita e, conforme com seus prazos internos, entrega posteriormente um relatório de vistoria;

5. Dependendo do parecer, o consumidor tem um período para realizar eventuais reparos e modificações técnicas e solicitar a aprovação do ponto de conexão;

6. A distribuidora, então, aprova e efetiva a conexão.


Como funciona o sistema de energia solar


O sistema de energia solar fotovoltaica mais popular para microgeração e minigeração é chamado de on-grid. Em outras palavras, on-grid significa que o sistema está conectado à rede pública local. Assim, caso a energia solar produzida não seja suficiente, você poderá usar a eletricidade da distribuidora.


O sistema de produção de energia solar fotovoltaica on-grid é bem simples:


● Os painéis sobre o telhado captam a luz solar e a transforma em energia de corrente contínua;

● A energia é encaminhada para um inversor, onde se transforma em corrente alternada;

● Parte da energia gerada é usada pelo inversor para abastecer os aparelhos elétricos da residência ou empresa;

● O excedente produzido é transferido para a rede de energia local, gerando créditos para o consumidor.


É importante lembrar que para a instalação do sistema de energia solar fotovoltaica nas modalidades microgeração e minigeração é necessário substituir o relógio de luz tradicional por um bidirecional. O equipamento vai medir tanto a entrada quanto a saída de energia.

Desse modo, será possível aferir quanta energia você transferiu para a rede e quanta energia consumiu. Quanto maior o excedente, mais créditos serão gerados, resultando em economia na conta de luz.


Vantagens da microgeração e minigeração de energia solar


Há muitos benefícios de se utilizar a minigeração e microgeração de energia solar, principalmente relacionados à sustentabilidade e economia. Vamos conhecer alguns deles:


Sustentabilidade

O sol é uma fonte de energia renovável e a produção de energia solar é totalmente limpa. Isso porque não são necessárias grandes infraestruturas para comportar um sistema de captação dos raios solares. Basta um quintal, área aberta ou o mesmo o telhado da sua casa.


Economia

Na minigeração e microgeração de energia solar a economia na conta de luz pode chegar a 95%! Além disso, com o Sistema de Compensação de Energia Elétrica instituído pela ANEEL, a energia excedente gerada pela residência ou empresa é injetada na rede da distribuidora. Sendo assim, o consumidor receberá um crédito em energia (kWh) na próxima fatura.


Valorização do imóvel

Invista em energia solar fotovoltaica e seu imóvel irá se valorizar. Conforme um estudo do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, nos EUA, o aumento de preço pode chegar a 6%. Afinal, quem não gostaria de comprar ou alugar um imóvel sem se preocupar com a conta de luz?


Segurança contra desabastecimento e aumentos tarifários


Quem opta por investir em minigeração e microgeração de energia solar conta com uma fonte geradora confiável. Sabia que mesmo em dias chuvosos também é possível captar a energia do sol?

Além disso, o consumidor deixa de depender integralmente da rede pública. Sendo assim, ele se protege das variações tarifárias. Segundo o Dieese, ­­­­­­­­o reajuste acumulado da conta de luz nos últimos 12 meses foi de 20%. Enquanto isso, a inflação do período foi calculada em 7%. Ou seja, o aumento nas tarifas de energia elétrica superou a inflação em quase três vezes.

Imagine sua economia nesse último ano caso já contasse com um sistema de produção de energia solar!


Instalação e manutenção simples

A instalação do sistema de energia solar fotovoltaica é muito simples, mas deve ser feita por empresas e profissionais qualificados. Assim, você garante um serviço seguro, bem-feito e evita problemas futuros.

Na Carra Solar trabalhamos com produtos de primeira linha e acompanhamos todas as etapas do processo de instalação do sistema, desde o projeto até o pós-venda. Tudo é pensado para atender suas necessidades e dentro do seu orçamento.

Agora que você já sabe a diferença entre minigeração e microgeração de energia solar, que tal investir nessa fonte alternativa de energia? Converse com nossos especialistas e faça parte do movimento por uma energia mais limpa, acessível e sustentável.