Investir em energia solar ou deixar o dinheiro no banco?



Já parou para pensar que investir em energia solar faz todo o sentido no contexto atual? Afinal, encontrar alternativas energéticas limpas e baratas nunca foi tão urgente.


Primeiramente porque as emissões de gases de efeito estufa e outros poluentes estão provocando desequilíbrios climáticos em todo o planeta. Por outro lado, as tarifas de energia elétrica estão cada vez mais altas no Brasil, sobretudo pela concentração da nossa matriz elétrica nas hidrelétricas.


Portanto, ao investir em energia solar, o consumidor resolve essas duas questões. Ou seja, opta por uma fonte 100% sustentável e ainda usufrui de um custo-benefício bastante vantajoso.


Por que investir em energia solar fotovoltaica


Na matriz elétrica brasileira a energia solar representa cerca de 2% apenas. Contudo, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), até 2024 1,2 milhão de sistemas fotovoltaicos serão instalados. Em outras palavras, há um espaço enorme para o crescimento desse mercado no País.


Se você ainda não está muito confiante em investir em energia solar confira os principais motivos para mudar de ideia.


Energia limpa e renovável


Trocar o fornecimento de energia elétrica convencional pela energia solar é uma atitude sustentável. Isso porque o sol é uma fonte de energia renovável e a produção de energia solar é totalmente limpa.


Economia na conta de luz


Com mais de 60% da geração de energia concentrada nas hidrelétricas, o Brasil fica muito vulnerável a crises hídricas. Prova disso é que em julho, com a diminuição das chuvas, a tarifa da bandeira vermelha foi reajustada. Como resultado, a conta de luz aumentou em média 5,5%.


Ao investir em energia solar o consumidor deixa de depender da rede pública. Sendo assim, a economia pode chegar a até 95% - sem mencionar a proteção contra as variações tarifárias.


Além disso, caso os painéis fotovoltaicos produzem mais energia que a necessária, o excedente é transferido para a distribuidora e se converte em créditos para o consumidor com prazo de até 5 anos para serem utilizados.


Segurança no abastecimento


“Apagão” é uma palavra que não existe quando se trata de energia solar. Afinal, essa estrela incandescente de 15 milhões de graus Celsius de temperatura emite calor há mais de 4 bilhões de anos. E vai continuar assim por muito tempo – cerca de 5 bilhões de anos, segundo os cientistas.


Valorização do imóvel


Conforme um estudo do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, nos EUA, a instalação de um sistema de energia solar pode valorizar o imóvel. A estimativa é de que esse índice fique entre 4% e 6%. Afinal, quem não quer um negócio ou residência que tenha eletricidade sustentável, barata e segura?


Customização e baixa manutenção


O tamanho e a modalidade do sistema de energia solar podem ser adaptados às necessidades do cliente. Desse modo, você pode adquirir inicialmente um número menor de painéis e ir aumentando conforme seu consumo e orçamento.


Outra medida importante é a revisão elétrica do sistema, que também é anual e garante o funcionamento correto dos componentes.


Tempo de retorno do investimento em energia solar


O valor para a aquisição de um sistema fotovoltaico é alto (entre R$ 10 e R$ 15 mil para uma casa pequena). Contudo, a vida útil e a baixa manutenção do sistema compensam – e muito – investir em energia solar.


Um painel fotovoltaico tem garantia de eficiência de 80% em 25 anos, portanto dura mais que 25 anos. No Brasil, o investimento no sistema de energia solar costuma se pagar entre cinco e 10 anos, já os residenciais têm sua recuperação de investimento entre 3 e 4 anos no. Após esse período você ainda poderá usufruir da geração de energia limpa a um custo baixíssimo por 15 a 20 anos. Ou seja, o tempo de vida útil dos painéis é superior ao tempo médio de retorno do investimento (ROI).


Imagine pagar 95% a menos na conta de luz durante todo esse tempo! O que começa como economia após o payback se transforma em lucro para o consumidor.


Investir em energia solar ou aplicar na poupança?


Se você ainda não tem certeza de que investir em energia solar é mais rentável do que aplicar na poupança, por exemplo, vamos a uma simulação.


Considere que o orçamento de um sistema fotovoltaico para seu imóvel ficou em R$ 10 mil. Caso decida guardar esse valor na poupança, com a taxa de rendimento atual de 3,68% a.a., o ganho em 12 meses será de R$ 368,00.


Entretanto, ao optar por instalar um sistema de energia solar, sua economia na conta de luz será de aproximadamente 95% mensais. Se seu consumo é de R$ 250,00, após a operação do sistema a economia será de R$ 237,50. Somado ao longo de um ano, isso representa R$ 2.850,00.


Mas, como vimos, os painéis de energia solar duram mais de 25 anos. Ou seja, a economia total na conta de luz será de R$ 71.250,00 nesse período, enquanto na poupança o rendimento será de apenas R$ 9.200,00.


Embora essa conta não considere juros compostos, a quantia paga pela poupança ainda será muito inferior à economia proporcionada pela energia solar.


O valor poupado poderá ser aplicado em uma série de outras coisas, como previdência privada, melhorias no imóvel, viagens etc. Vale a pena, não?


Onde comprar um kit de energia solar?


Se você está convencido de que investir em energia solar é a melhor alternativa para o seu bolso, fale conosco!


A Carra Solar tem soluções eficientes e sob medida para residências, comércios, indústrias e imóveis rurais em toda região sul do Brasil. Nos procure e solicite um orçamento.